Em 2005 nascia um sonho: sermos palhaços!
Mas não palhaços comuns, queríamos ser um modelo especial de palhaços, palhaços de hospital!!

Para concretizar nosso sonho fomos em busca de muito conhecimento, afinal, palhaçaria é coisa muito séria! É preciso aprender o ofício, desenvolver as técnicas, ter disposição e coragem. Mas o mais importante é querer abrir o coração! E, quando isso acontece, o palhaço de hospital  consegue criar um clima de encantamento e proporciona poesia onde parece não existir. Podemos escolher abafar as emoções na esperança  de evitar a dor, mas com o palhaço de hospital, a dor, embora presente torna-se suportável, sem disfarces, pois ele tem o dom do sorriso!

Através das técnicas circenses, das artes teatrais, da música e da contação de histórias levamos a humanização aos lugares onde se encontram crianças, jovens e adultos em situações de risco social. Nosso palco pode ser um quarto de hospital, um asilo, uma creche. Pode ser também uma rua qualquer de um bairro lá longe, onde haja uma criança precisando ser atendida por Médicos Besteirologistas, com formação em bolhas de sabão e especializados na arte de fazer rir.

Semanalmente, fazemos “plantões” no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Sete Lagoas /MG. Mas se precisar de uma consulta extra, fora dos planos de saúde como o “SUSTO”, por exemplo, é só nos chamar! A Patrulha atende plantões e plantinhas em qualquer lugar. Aplicamos “injeções” de ânimo, receitamos muito abraços, beijos e bolhas mágicas de sabão. Enfim, temos todo um aparato preparado para as nossas consultas.

Acreditamos, sempre, que o amor é o melhor remédio!

Além do mais, como disse Chaplin: “Um dia sem sorriso é um dia desperdiçado